Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Notícia

Entenda o desconto na conta de luz para quem reduzir consumo de energia

Estamos vivendo um momento de poucas chuvas no Brasil e, com isso, os reservatórios das hidrelétricas, nossa principal fonte de geração de energia, estão em baixa. Esse cenário pede que a gente revise alguns hábitos em busca de reduzir o nosso consumo de energia.

Como posso me beneficiar do programa anunciado ontem pelo Governo?

Para nos incentivar a observar o desperdício e diminuir o consumo, o Governo Federal lançou um programa que dará descontos para quem conseguir reduzir, voluntariamente, os gastos com energia. Funciona assim:

  • Período: entre setembro e dezembro de 2021 (quatro meses)
  • Meta: reduzir de 10% a 20% o consumo de energia em relação ao mesmo período de 2020.
  • Desconto: o valor de R$ 0,50 a menos em cada quilowatt-hora consumido. Ou seja, se você economizar 100 kWh terá uma economia de R$ 50 na conta de luz de janeiro.

Importante destacar que quem economizar menos que 10% não terá direito ao desconto, assim como quem economizar mais de 20% também não receberá bônus adicional.

Já tenho que começar a reduzir partir desse mês?

A redução de consumo deve começar agora em setembro. Ao fim dos 4 meses, se for verificada a redução entre 10% a 20% em relação à meta informada, o desconto será concedido na primeira conta seguinte, em janeiro de 2022. Caso seja alcançada redução superior a 20% em relação à meta, o bônus será calculado em relação à redução de 20%.

Quando o credito cai na minha conta?

O desconto será concedido na primeira conta seguinte ao período de quatro meses, em janeiro de 2022.

Quem pode ter o benefício?

O incentivo é válido para consumidores residenciais, comerciais, industriais, rurais e serviço público. Clientes do Tarifa Social, que já possuem descontos na fatura de energia também podem aderir ao programa de redução de consumo, com exceção das unidades consumidoras que participam do sistema de compensação de crédito de energia (Geração Distribuída).

Preciso fazer uma inscrição para aderir o benefício e como faço para calcular a minha meta?

Não. Para aderir ao incentivo, não é necessária nenhuma inscrição no programa. A partir de outubro, você será avisado sobre sua meta e basta acompanhar a conta nos meses seguintes e adotar as medidas de redução de consumo.

Eu mudei de residência recentemente, sou elegível ao programa?

Clientes com nova ligação a partir de novembro de 2020 não estarão elegíveis, já que não seria possível comparar o período de 4 meses (set a nov) com o mesmo do ano anterior.

Quem gera sua própria energia, fará parte do programa?

Não, quem gera a própria energia não fará parte do programa.

E se houve variação de consumo recente devido mudança de hábitos na pandemia?

O bônus será sempre em função de comparação com o mesmo período de 2020. Havendo um consumo entre 10% e 20% menor que no ano anterior, a bonificação acontecerá.

Clientes com leitura plurimensal e faturados pela média farão parte do programa?

Sim. Mesmo se você possuir nos 4 meses, três meses como média e 1 como leitura, por exemplo, fará parte programa.

Mantenha-se atualizado

Para mais informações, fique de olho nessa página. Este será o nosso canal em que você encontrará as novidades sobre o assunto.

Após publicação de novas orientações por parte do órgão regulador (ANEEL), novos esclarecimentos serão divulgados, para casos de:

  • Troca de titularidade durante o período utilizado para a definição da meta (Setembro a Dezembro de 2020);
  • Faturamento pela média ou mínimo nos meses que serão utilizados para cálculo da meta.




Compartilhe nas redes sociais