Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon

Notícia

Nota de esclarecimento Celtins

Em relação à matéria veiculada hoje, dia 5/08, no telejornal Bom Dia Brasil (TV Globo) sobre o Programa Luz para Todos no estado do Tocantins, a Celtins esclarece que:

- a Ação Civil  Pública movida pela Defensoria Pública do Tocantins e que deu origem à matéria está baseada em informações defasadas do ano de 2012, que não foram atualizadas. 

- A nova gestão da distribuidora, que assumiu em abril de 2014, está empenhada na conclusão das obras de universalização, cujo prazo legal para conclusão é até dezembro de 2016. 

- As obras com recursos do Programa Luz para Todos são prioridades até dezembro deste ano, quando terminará o repasse dos recursos do governo previstos no programa. A empresa irá executar as obras de universalização remanescentes com recursos próprios, como já tem feito para evitar atrasos no programa. Porém, se os recursos financeiros do Programa Luz para Todos forem estendidos até 2016, o impacto tarifário será menor.

- Ao contrário do que foi informado na matéria, já foram realizados 77% do cronograma previsto para o Luz para Todos no Tocantins. Foram ligados 69.277 dos 90 mil consumidores que vivem na área rural. A matéria informa que só foi cumprido um terço do programa. 

- Faltam atender a 19 mil pedidos de ligação, dos quais oito mil referem-se ao LPT. Os clientes que serão ligados após 2014 serão atendidos até dezembro de 2016, prazo final da universalização da energia elétrica, segundo a legislação. 

- É importante destacar ainda que a Celtins ficou por quase dois anos sem linhas de financiamento por conta da intervenção federal na empresa, que terminou em abril deste ano com a compra da distribuidora pelo Grupo Energisa.

- Desde que assumiu, em abril, o novo grupo realizou aportes de R$ 216 milhões na Celtins para regularizar a situação financeira e retomar os investimentos, que chegarão a R$ 600 milhões em três anos. 

- A Celtins entende que o prolongamento da aplicação dos recursos para o Programa Luz para Todos até o termino do prazo da universalização, em 2016, é uma medida de interesse público.  Os investimentos para universalização nesta etapa são muito elevados, e a prorrogação do uso de recursos subsidiados pelo Governo Federal para o LPT iria contribuir para a modicidade tarifária, beneficiando a todos os consumidores.

- A Celtins ressalta ainda que os contratos para a próxima fase do Programa Luz para Todos já estão assinados. A empresa equacionou todas as pendências oriundas do período anterior à tomada de controle pelo Grupo Energisa e vem cumprindo integralmente com todos os compromissos assumidos, regularizando os encargos setoriais. A Celtins aguarda o repasse dos recursos para o Programa Luz para Todos pelo Governo Federal referente ao contrato já assinado.

Compartilhe nas redes sociais